In the Amazon basin, several species are restricted to or occur primarily in habitats along rivers. However, little is known about habitat occupancy over time and how seasonal fluctuations in the level of rivers affect bird species occurrence in floodplains. In this study, we verified if the occupancy and detection probability of 10 floodplain bird specialist species are related to 3 environmental variables considered to be important for floodplain birds: the number of Tessaria shrubs, the number of Cecropia trees, and the number of other tree species. We also tested if occupancy and detection probabilities changed among flood pulse seasons. Our study was conducted at 19 sampling sites in the Madeira River floodplain in Rondônia, Brazil, including sites impacted by the Santo Antonio dam. Sampling was done with autonomous recorders and subsequent development of semi-automatic identification models for each species. The best occupancy models show that the number of Tessaria shrubs was positively related to occupancy probability for 4 species: Black-and-white Antbird (Myrmochanes hemileucus), Parker's Spinetail (Cranioleuca vulpecula), White-bellied Spinetail (Mazaria propinqua), and Plain-crowned Spinetail (Synallaxis gujanensis). The number of Cecropia trees was positively correlated with the occupancy of a single species, the Spotted Tody-Flycatcher (Todirostrum maculatum). The number of other trees was positively correlated for White-browed Antbird (Myrboborus leucophrys), Peruvian Warbling-Antbird (Hypocnemis peruviana), and Band-tailed Manakin (Pipra fasciicauda). Occupancy probability is similar among sampling periods, which indicates that species remain onsite. The detection probability, however, varied in 9 of the 10 species, probably related to seasonal variation in vocal activity. This variation in detectability needs to be considered in bird surveys in floodplains. In addition, the classification of floodplain species according to the type of habitat specialization can help define the species most vulnerable to environmental changes, such as those caused by hydroelectric plants in the Amazon.

Entendendo os padrões de ocupação das aves de várzea na Amazônia

Na Bacia Amazônia, diversas espécies são restritas ou ocorrem primariamente em habitats ao longo dos rios. Entretanto, pouco se conhece sobre a ocupação do habitat ao longo do tempo e como as flutuações sazonais no nível dos rios afeta as espécies de aves que ocorrem nas várzeas. Nesse estudo, nós verificamos se a ocupação e a probabilidade de detecção de 10 espécies de aves especialistas em várzea são relacionadas com 3 variáveis ambientais consideradas importantes para aves de várzea: o número de arbustos do gênero Tessaria, o número de árvores do gênero Cecropia e o número de outras espécies de árvores. Nós também testamos se a ocupação e detectabilidade das espécies muda entre os períodos do pulso de inundação. Nosso estudo foi realizado em 19 sítios amostrais nas várzeas do rio Madeira no estado de Rondônia, Brasil, incluindo sítios impactados pela barragem de Santo Antonio. A amostragem foi feita com gravadores autônomos e posteriormente desenvolvido um modelo de identificação semi-automática para cada espécie. O melhor modelo de ocupação mostrou que o número de arbustos de Tessaria é positivamente relacionado a ocupação de 4 espécies: Myrmochanes hemileucus, Cranioleuca vulpecula, Mazaria propinqua e Synallaxis gujanensis. O número de árvores do gênero Cecropia foi positivamente relacionado a ocupação de uma única espécie, em Todirostrum maculatum. O número de outras árvores foi positivamente relacionado a ocupação de Myrmoborus leucophrys, Hypocnemis peruviana e Pipra fasciicauda. A probabilidade de ocupação é similar entre os períodos de amostragem, o que indica que as espécies permanecem nos locais. A probabilidade de detecção, porém, teve uma variação significante para 9 das 10 espécies, provavelmente relacionada a variação sazonal na atividade vocal. Essa variação na detectabilidade deve ser considerada nas amostragens de aves nas várzeas. Adicionalmente, a classificação das espécies de aves de várzea de acordo com o tipo de especialização em habitat pode ajudar a definir quais são as espécies mais vulneráveis a impactos ambientais, como os causados por usinas hidroelétricas.

Palavras-chave: barragens na Amazônia, correspondência de padrões, estrutura da vegetação, modelos de identificação automática, monitoramento acústico passivo, rio Madeira, ripário.

You do not currently have access to this content.